*** Exclusivo para Empresas

Artigos e Novidades

Recuperação Judicial x Renegociação de Dívida Bancária

Recuperação Judicial x Renegociação de Dívida Bancária
Nº 9-7-2015

O fantasma de quebrar uma empresa assusta muitos empresários a muito tempo, e num cenário como o atual, de baixo crescimento, altas taxas de juros, inflação em alta, entre outros problemas econômicos e sociais, esse temor fica mais forte.
Com certeza é assustador um futuro incerto como o que se projeta, isso faz com que muitos empresários cheguem a tomar decisões precipitadas, ate por não conhecer e não buscar apoio para alternativas menos drásticas.
Há alguns anos após ser disponibilizada judicialmente a Lei de Recuperação Judicial, passou a ser uma alternativa muito utilizada, porém fatores negativo como: alto custo financeiro, processo de longo prazo, poucos casos de sucesso, acabam por definir que esse caminho deve ser utilizado após esgotarmos alternativas menos complexas.
A analise das informações Contábeis/Financeiras da empresa, mesmo que gerencial, devem ser fundamentais para definir qual caminho seguir; geralmente os maiores credores exercem uma pressão para solucionar o quanto antes o “impasse financeiro” do devedor e quando esses credores são: bancos e instituições financeiras, a solução pode ser muito mais rápida e com um custo financeiro bem menor, porem com grande eficiência, que poderá redirecionar a empresa a retomar seus caminhos de sucesso de maneira leve no que diz respeito ao Fluxo de Caixa.
Realizamos a Renegociação do Endividamento Bancário, para empresas em todo o território nacional. Nossos serviços são executados por profissionais “ex-executivos” bancários, preparados para obter o melhor resultado para sua empresa, disponibilizando após os trabalhos: Alongamento dos Prazos, Redução das Parcelas Mensais, Revisão de Taxas de Juros (ajustando-as taxas praticadas no mercado).

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
www.renegociacaodedividas.com.br
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868

São Paulo, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Osasco, Guarulhos, Jundiaí, Itu, Bauru, Marília, São Jose dos Campos, Taubaté, Santos, Itapetininga, Bragança Paulista, Pindamonhangaba, Itapecerica da Serra, Cotia, Indaiatuba, Araçatuba, Rio Claro, Araraquara, São Carlos, Hortolândia, Itapevi, Itapeva, Americana, Presidente Prudente, Jacareí, Sumaré, Taboão da Serra, Barueri, Limeira, Suzano, Franca, Piracicaba, Mogi as Cruzes, Grande ABC, São Jose do Rio Preto, entre outras cidades do estado.

Títulos sem Lastro (Títulos Frios)

TÍTULOS SEM LASTRO (FRIOS)
8-6-2015

O mercado esta se mostrando retraído em razão do ajuste fiscal que esta apenas no começo, quanto a expectativa de melhora, algumas previsões apontam apenas para 2017, isso torna sombrio o horizonte de curto e médio prazo dos empresários.
E o que fazer? Como dar sequencia as empresas ativas que em tempos “bons” já vinham com diversos problemas em sua gestão?
O Desanimo deve ser deixado de lado, temos que partir para cima com as mais diversas estratégias mercadológicas, porem temos que ter um cuidado com relação ao Custo Financeiro que em razão das ultimas altas da Selic e a expectativa do mercado de um futuro não dos melhores, acabam encarecendo os recursos financeiros.
Se o Endividamento esta alto, o negócio e revisar os custos fixos e buscar alternativas de baixá-los, além também de buscar otimizar as compras (Custos Variáveis), mas somente isso não irá solucionar a questão do Endividamento num curto prazo.
Nesse momento é preciso muita cautela para que as decisões sejam tomadas com sabedoria, é comum nesse período empresas se utilizarem de Títulos Frios, Títulos Bruxas, Títulos sem Lastro, etc.
Esse alternativa, uma vez aceita pelo banco credor (sem conhecimento é claro), cria uma zona de conforto no Financeiro da Empresa, e muitas vezes sem se preocupar que os títulos tem um vencimento e que esses compromissos vão estar somados a outros que fazem parte do operacional da empresa, gerando então uma necessidade de recursos de terceiros maiores ainda.
Se sua empresa esta prestes a realizar a operação de Títulos sem Lastro (Título Frio), ou já os emitiu e esta aumentando a “bola de neve”, tenha certeza que a alternativa de solução não foi tomada e nesse caso a Renegociação Bancária pode ser a melhor saída.
Alongamos os prazos de suas dividas, trabalhamos fortemente para reduzir as taxas de juros, as parcelas passarão a ser bem menores as praticadas atualmente, e tudo isso em pouco tempo e um custo muito baixo.
Ainda da tempo para regularizar e retomar o caminho de estabilidade de sua empresa.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
www.renegociacaodedividas.com.br
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868

São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, Goiânia, Vitória, Salvador, Fortaleza, Recife, Aracaju, João Pessoa, Natal, Belém, Manaus, Rio Branco, Palmas, Cuiabá, Campo Grande, entre outras principais cidades do país.

Recuperação Judicial

Recuperação Judicial

Nº 7-6-2015
A recuperação Judicial, não deixa de ser uma alternativa para empresas que vivem um momento de muita turbulência e necessitam de tempo para retomar a estabilidade dos negócios, porem alguns pontos devem ser levados em conta:
O índice de empresas que optaram pela Recuperação Judicial e que obtiveram sucessos é baixo.
A Recuperação Judicial deve ser tratada como a ultima das opções administrativas/jurídicas a ser tomada.
O custo da Recuperação Judicial é muito alto, além de recursos financeiros para custear, o custo judicial com documentação, processos e administradores, dificulta muito essa alternativa que veio ao mercado para substituir a Lei das Concordatas.
No geral empresas costumam buscar esse caminho quando não mais conseguem saldar: Impostos, Financiamentos, Fornecedores e Folha de Pagamento.
Oferecemos ao nossos clientes alternativas para solucionar parte desses fornecedores.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
www.renegociacaodedividas.com.br
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868

São Paulo, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Osasco, Guarulhos, Jundiaí, Itu, Bauru, Marília, São Jose dos Campos, Taubaté, Santos, Itapetininga, Bragança Paulista, Pindamonhangaba, Itapecerica da Serra, Cotia, Indaiatuba, Araçatuba, Rio Claro, Araraquara, São Carlos, Hortolândia, Itapevi, Itapeva, Americana, Presidente Prudente, Jacareí, Sumaré, Taboão da Serra, Barueri, Limeira, Suzano, Franca, Piracicaba, Mogi as Cruzes, Grande ABC, São Jose do Rio Preto, entre outras cidades do estado.

Alívio ao Fluxo de Caixa

Alívio ao Fluxo de Caixa
Nº 6-6-2015

Com o cenário recessivo que esta se consolidando na economia do país, não podemos (empresários) aguardar os acontecimentos de braços cruzados, os exercícios deverão ser realizados simultaneamente tanto para buscar aumentar, ou ao menos manter o volume de vendas como também focar nas possíveis oportunidades de melhora e otimização das despesas e custos.
Entretanto, em muitos casos, manter o volume de vendas já será um grande desafio e reduzir as despesas não resolverão a situação da empresa quanto ao Fluxo de Caixa.
O risco de inadimplência que vem acompanhando a empresa a muito tempo, fica a cada da mais encorpado, avisos de cartórios são mais frequentes, com isso as despesas financeiras acabam aumentando ainda mais os custos da empresa, até o momento “que não dá mais”.
E ai o que fazer?
Antes que essa ameaça se concretize, alternativas devem ser estudadas para então ser colocadas em prática.
Oferecemos as empresas que desejam cumprir seus compromissos, a possibilidade de Renegociar suas Dívidas Bancárias, essa ferramenta que com certeza trará um grande alívio ao CAIXA da empresa, é um produto que não é oferecido aos empresários pelos bancos, até porque os bancos querem que seus contratos sejam cumpridos conforme estabelecidos.
A Renegociação Bancária, quando aceita pelo banco sem grande “stress”, com certeza atenderá mais as expectativas do banco do que do cliente, por isso esse trabalho deve ser conduzido por especialistas, para que não hajam surpresas futuras e também atendam as necessidades da empresa, tais como: maior prazo para pagamento, taxas semelhantes as praticadas em mercado e com possibilidade de descontos em pagamentos pontuais, redução ou eliminação de garantias, possibilidade de carência e parcelas bem inferiores as praticadas nos contratos atuais.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
https://www.renegociacaodedividas.com.br/fale-conosco/
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868

São Paulo, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Osasco, Guarulhos, Jundiaí, Itu, Bauru, Marília, São Jose dos Campos, Taubaté, Santos, Itapetininga, Bragança Paulista, Pindamonhangaba, Itapecerica da Serra, Cotia, Indaiatuba, Araçatuba, Rio Claro, Araraquara, São Carlos, Hortolândia, Itapevi, Itapeva, Americana, Presidente Prudente, Jacareí, Sumaré, Taboão da Serra, Barueri, Limeira, Suzano, Franca, Piracicaba, Mogi as Cruzes, Grande ABC, São Jose do Rio Preto, entre outras cidades do estado.

Reestruturamos Dívidas Bancárias PJ

Reestruturamos Dívidas Bancárias PJ
Artigo nº 5-5-2015

Cenário turbulento, já superamos, o momento agora é de se ajustar as medidas governamentais que foram impostas já no começo de 2015, que com certeza exceto para alguns segmentos, teremos um longo período de ajustes internos onde vamos ter que aumentar os controles e focar no melhor resultado empresarial.
• Diminuição nas Vendas
• Aumentos dos Custos
• Concorrência Acirrada
• Produtos se consolidando em Commodities
• Redução de Margens
Os pontos acima, levam as empresas a buscar Capital de Terceiros (endividamento bancário) e quando isso passar a ser uma rotina a tendência é o endividamento aumentar, a percepção dos bancos é muito rápida e com isso os custos também aumentam (juros mais altos), os limites de cheques especiais são colocados a disposição para “fortalecer a parceria”, até que os limites se esgotam e a empresa não tem como manter seus compromissos.
Os exemplos acimas são casos reais que evidenciamos em muitos clientes, e quando decidiram por tomar a decisão de renegociar e dar um novo foco a gestão da empresa, puderam perceber que que a conta (taxas, tarifas, multas, Tac, produtos comprados de maneira casada, entre outras despesas bancárias) ficou muito cara, chegando muitas vezes a comprometer grande parte do faturamento.
A Renegociação Bancária é uma ferramenta que se bem utilizada, a Gestão Financeira da empresa poderá ser feita com recursos próprios num curto espaço de tempo, porém a Renegociação não é um “produto de prateleira” não esta disponível para os gerentes bancários utilizá-la quando o cliente sentar para discutir, e quando isso ocorrer, tenha certeza que ela esta beneficiando mais o banco que o devedor.
A Renegociação requer estratégias, planejamento e um plano de contingências que serão definidos diante do perfil da dívida e também das características de cada empresa, por isso requer especialistas.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
www.renegociacaodedividas.com.br
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868

São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, Goiânia, Vitória, Salvador, Fortaleza, Recife, Aracaju, João Pessoa, Natal, Belém, Manaus, Rio Branco, Palmas, Cuiabá, Campo Grande, entre outras principais cidades do país.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa

Renegociamos a Dívida de sua Empresa
Artigo nº 4-5-2015

Vivemos um momento de mercado recessivo, um cenário que requer ações imediatas para conter desperdícios, e isso deve ser aplicado em todo o meio empresarial.
Muitas empresas, pelas mais diversas razões, carregam em seus Balanços Patrimoniais ou muitas vezes apenas em seus Controles de Contas a Pagar, compromissos financeiros, sejam para: investimentos, linhas de giro, descontos, contas garantidas e até mesmo o cheque especial.
O endividamento bancário além de importante, muitas vezes é representativo na gestão de muitas empresas, por isso deve ser controlado (mensurado) cuidadosamente, a medida que identificamos que o endividamento esta em crescimento, independente da razão, seja por queda no faturamento, alto custo das linhas de crédito, aumento da inadimplência, redução das margens de contribuição e por consequência também a margem de lucro, a implantação de um Plano de Contingência deve ser colocada em prática.
Geralmente quando o endividamento aumenta, é sinal que a empresa está abaixo ou muito próximo a linha de equilíbrio (Ponto de Equilíbrio) nos seus resultados, com isso os custos financeiros e os desembolsos mensais sacrificam tanto o Caixa como os Resultados da empresa.
Uma ação que hoje acaba sendo a melhor alternativa para muitas empresas é alongar o Passivo Bancário, porem esse trabalho deve ser efetuado por especialistas, visto que, a outra parte (Bancos) terá seus interesses defendidos por especialistas em Finanças; uma Negociação ou Renegociação mal conduzida, pode trazer estragos ainda piores a gestão da empresa, tanto na esfera financeira como jurídica.
Analisar os contratos, estudar a capacidade de pagamento do devedor, minimizar as garantias, alongar os prazos, ajustar taxas de juros as praticadas no mercado, são algumas de nossas especialidades.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
www.renegociacaodedividas.com.br
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868

São Paulo, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Osasco, Guarulhos, Jundiaí, Itu, Bauru, Marília, São Jose dos Campos, Taubaté, Santos, Itapetininga, Bragança Paulista, Pindamonhangaba, Itapecerica da Serra, Cotia, Indaiatuba, Araçatuba, Rio Claro, Araraquara, São Carlos, Hortolândia, Itapevi, Itapeva, Americana, Presidente Prudente, Jacareí, Sumaré, Taboão da Serra, Barueri, Limeira, Suzano, Franca, Piracicaba, Mogi as Cruzes, Grande ABC, São Jose do Rio Preto, entre outras cidades do estado.

Revisão de Dívidas Bancárias

Revisão de Dívidas Bancárias
3-5-2015

Nem sempre os contratos firmados entre Devedor e Credor são cumpridos conforme acertado, e isso geralmente acaba trazendo complicações das mais diversas “à parte mais fraca”.
Quando há casos de não cumprimento de um contrato ou até mesmo cumprir parcialmente, requer uma revisão ou pericia para identificar a grandeza do descumprimento. Quando o mesmo é identificado, podemos iniciar ai uma operação de revisão geral do contrato bancário e isso acaba por repor ao devedor importâncias pagas indevidamente (cobradas indevidamente) pelos bancos.
Nesse momento entramos numa discussão jurídica, onde o devedor após analise de especialistas, questionara o credor valores cobrados incorretamente, e buscará sua restituição conforme manda a legislação; e para isso temos especialistas no assunto.
Atendemos todo o território nacional e o mais importante, com diversos casos de sucesso.

Renegociamos a Dívida de sua Empresa!!!
www.renegociacaodedividas.com.br
e-mail:- dividas@renegociacaodedividas.com.br
tel:- (11) 99699.1487 – (15) 3013.0868
São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, Goiânia, Vitória, Salvador, Fortaleza, Recife, Aracaju, João Pessoa, Natal, Belém, Manaus, Rio Branco, Palmas, Cuiabá, Campo Grande, entre outras principais cidades do país.